burning spear


Em 1969, Burning Spear, ou melhor Winston Rodney (seu nome original) iniciava sua original carreira no Studio One com o single "Door Peep". O nome Burning Spear foi uma homenagem a Jomo Kenyatta, primeiro presidente do Quênia (significa flecha fumegante, Burning Spear, era o nome que o líder assumiu quando lutava contra os ingleses pela independência) - o que dá o tom de seu trabalho, marcado pela militância política e rasta. Nos anos 70 fez pela Island Records alguns dos seus melhores discos: Marcus Garvey

MÚSICAS ENCONTRADAS

TOP BURNING SPEAR SONGS - BURNING SPEAR GREATEST HITS FULL ALBUM
BURNING SPEAR PLAYING THE FINEST REGGAE ALIVE ABSOLUTELY!!!
BURNING SPEAR - COLUMBUS
BURNING SPEAR - SLAVERY DAYS
BURNING SPEAR - STUDIO ONE (FULL ALBUM)
BURNING SPEAR - DRIVER -
BURNING SPEAR - CRY BLOOD AFRICA
BURNING SPEAR - MARCUS GARVEY - 01 - MARCUS GARVEY
BURNING SPEAR THE WILDERNESS LIVE IN PARIS ZENITH 1988 CD2 TRACK 5.WMV
BURNING SPEAR IDENTITY

A música dá alma ao universo,
asas à mente e voo
à imaginação.

Não, não somos nós que estamos afirmando isso.
Foi o fundador da Academia de Atenas, Platão, aluno de Sócrates e professor de Aristóteles, um dos filósofos gregos mais conhecidos e estudados até os dias atuais. Os mais sábios sabem o poder da música sobre o universo...
É ou não é?

Garota mundial: você sabia?

Quem nunca cantarolou o clássico da bossa nova "Garota de Ipanema", de 1962? Em 2012, quando a composição dos parceiros Tom Jobim e Vinícius de Moraes completou 50 anos, a editora do grupo Universal -que administra a comercialização da música- divulgou que a canção era a segunda mais executada da história, atrás apenas de "Yesterday", dos Beatles, lançada em 1965. Entre os mais de 1,5 mil produtos comercializados e as cerca de interpretações gravadas, há a versão instrumental feita em 1967, a divertida gravação realizada pelos humoristas do Casseta & Planeta, o inusitado dueto da apresentadora Xuxa com Daniel Jobim (neto de Tom Jobim) e as inúmeras interpretações de "The Girl From Ipanema" -letrada por Norman Gumbel em 1963- feita por artistas como Frank Sinatra, Stevie Wonder, Mike Tyson, Amy Winehouse, Cher, Madonna, Sepultura, entre outros.