gene krupa


Gene Krupa (Chicago, 15 de Janeiro de 1909 — Yonkers, 16 de Outubro de 1973) foi um notável baterista de jazz estadunidense, podemos estudar vários métodos da Bateria graças as técnicas que ele criou. Com certeza era um homem a frente de seu tempo, com seu estilo inconfundível, contagiava a todos que o ouviam tocar seu ritmo quebrado do jazz. participou de várias apresentações na TV e de alguns grupos de jazz.

MÚSICAS ENCONTRADAS

[Anita O'Day, 'Gene Krupa & His Orchestra - Opus One (with Gene Krupa & His Orchestra)
[Anita O'Day, 'Gene Krupa & His Orchestra - Georgia on My Mind (with Gene Krupa & His Orchestra)
Benny Goodman Quartet, Benny Goodman, Teddy Wilson, Gene Krupa, Lionel Hampton - Moonglow - Take 1
Benny Goodman, Benny Goodman Quartet, Teddy Wilson, Lionel Hampton, Gene Krupa - Stompin' at the Savoy - Take 2
[Anita O'Day, 'Gene Krupa & His Orchestra, Roy Eldridge - Thanks For The Boogie Ride
[Gene Krupa & His Orchestra; Vocal by Anita O'Day] - Just A Little Bit South Of North Carolina
[Gene Krupa & His Orchestra; Vocal by Anita O'Day] - Tea For Two
[Anita O'Day, 'Gene Krupa & His Orchestra, Roy Eldridge - Thanks For The Boogie Ride
Gene Krupa & His Orchestra, Roy Eldridge', Anita O'Day] - Let Me Off Uptown (feat. Roy Eldridge & Anita O'Day)
Gene Krupa - Yardbird Suite

A música dá alma ao universo,
asas à mente e voo
à imaginação.

Não, não somos nós que estamos afirmando isso.
Foi o fundador da Academia de Atenas, Platão, aluno de Sócrates e professor de Aristóteles, um dos filósofos gregos mais conhecidos e estudados até os dias atuais. Os mais sábios sabem o poder da música sobre o universo...
É ou não é?

Música chiclete: você sabia?

Quando Marcelo Camelo escreveu "Anna Júlia" para ajudar o tímido amigo e produtor do Los Hermanos Alex Werner a conquistar a colega de faculdade Anna Júlia Werneck, não imaginava o tamanho do sucesso que a música faria. O hit foi um dos mais tocados nas rádios de todo país, ganhou versões no Carnaval de Salvador e acabou sendo regravada até pelo ex-Beatle George Harrison. O clipe tem a atriz Mariana Ximenes, em início de carreira, no papel título e conta com um dublê na bateria já que Rodrigo Barba ficou doente e não pode participar da gravação. Repare, não há uma cena em que o rosto do baterista apareça.